Última hora

Última hora

Efeitos do 'Brexit' chegam ao espaço

Em leitura:

Efeitos do 'Brexit' chegam ao espaço

Tamanho do texto Aa Aa

As consequências do Brexit para o Reino Unido estão prestes a chegar ao espaço. Diversas empresas britânicas colaboraram no projeto Galileo, considerada a resposta europeia ao GPS americano, e podem ficar agora de fora do resto do trabalho devido a razões de segurança.

Segundo o jornal Financial Times, a posição comunitária deixou o governo britânico furioso. A politização deste projeto, avaliado em 10 mil milhões de euros, é cada vez maior com a aproximação do Brexit, já

que se especula que empresas francesas poderão lucrar com a saída dos britânicos.

Apesar de já se discutir o cenário de um projeto GPS made in Reino Unido, o ministro britânico da Defesa, Gavin Williamson, apelou à Comissão Europeia para reconsiderar.

"Espero sinceramente que a Comissão Europeia aproveite a oportunidade para ter bom senso, reavaliar a sua posição e não fazer política em algo de importância vital, como a defesa e a segurança europeias", declarou.

Do lado da Comissão, o discurso oficial é que as conversações continuam a decorrer. "Agora é o momento certo para pensar em ajustar a cooperação no que diz respeito ao programa Galileo, à forma como a União Europeia coopera com outros países terceiros nestas questões. Não vou especular sobre onde as nossas conversações, que estão ainda em curso, nos vão levar", vincou Alexander Winterstein.

Contudo, os especialistas acreditam que Reino Unido, Noruega e Estados Unidos da América venham a ter acesso efetivo ao projeto.

A saída do Reino Unido do espaço europeu está prevista para o dia 29 de março de 2019.