Última hora

Última hora

Museu Casanova abre as portas em Veneza

Em leitura:

Museu Casanova abre as portas em Veneza

Tamanho do texto Aa Aa

Giacomo Casanova já um museu em Itália, mais especificamente em Veneza, terra natal do conquistador, como não poderia deixar de ser.

Conhecido como amante insaciável e homem de muitas mulheres, Casanova foi muito mais do que isso. Poeta, violinista, bibliotecário, grande literato, foi mesmo espião durante os tempos da Inquisição.

Andrea Cosentino, diretor do Museu Casanova, estas são experiências que todos deveriamos conhecer melhor, especialmente os italianos:

"No estrangeiro, estudam-no nas escolas", explica Cosentino.

"Em Itália, temos alguma dificuldade, porque continuamos presos nestes clichés de que era um grande amante. É muito mais do que isso, é um grande literato com valências específicas".

Valências únicas e uma vida cheia de histórias, que podem agora ser conhecidas em Veneza.

Há um total de seis salas com documentos e material que lhe pertenceu. O visitante pode ainda passar por toda uma experiência multimédia e reviver as aventuras de Casanova, muitas das quais, contadas nas suas memórias.

Filho de atores, Casanova foi contemporâneo de grande figuras do seu tempo, como Voltaire, Mozart ou Catarina, a Grande, da Rússia.