Última hora

Última hora

Dia do Digital: UE aposta na proteção de dados privados

Em leitura:

Dia do Digital: UE aposta na proteção de dados privados

Dia do Digital: UE aposta na proteção de dados privados
© Copyright :
REUTERS/Kham
Tamanho do texto Aa Aa

No dia em que o fundador do Facebook depõe no Senado dos EUA por causa da utilização indevida de dados privados, a Comissão Europeia discute o futuro da indústria digital, em Bruxelas, numa conferência que celebrou o Dia do Digital.

O Parlamento Europeu também gostaria de ouvir Marc Zuckerberg, e a eurodeputada ecologista alemã Julia Reda perguntar-lhe-ia "porque é que o Facebook não informou os utilizadores assim que soube que os dados foram usados por outros".

"Cada utilizador tem o direito de saber como são usados os seus dados e decidir livremente se autoriza ou não o seu tratmento"

Mariya Gabriel Comissária europeia para o Digital

"Naturalmente que não podem controlar o fato de que alguém ilegalmente usar os dados para fins irregulares mas aparentemente tinham conhecimento disso há muito tempo e não informaram ninguém, o que é um verdadeiro escândalo", acrescentou a eurodeputada.

O líder do grupo liberal, Guy Verhofstadt, criticou, no Twitter, o facto de Zuckerberg não se explicar perante os cidadãos europeus no escândalo envolvendo a consultora britânica Cambridge Analytica.

O executivo europeu criou um novo regulamento geral de proteção de dados, tendo a comissária europeia para o Digital, Mariya Gabriel, explicado à euronews que "esta legislação protegerá os dados pessoais porque o consentimento dos utilizadores está no centro da proposta".

"Isso significa que cada utilizador tem o direito de saber como são usados os seus dados e decidir livremente se autoriza ou não o tratamento dessa informação", concluiu a comissária.

A 10 de abril celebra-se, pela segunda vez, o Dia Digital, criado pela União Europeia para incentivar o investimento nesta área.