Última hora

Última hora

Jornal da oposição fecha portas na Hungria

Em leitura:

Jornal da oposição fecha portas na Hungria

Jornal da oposição fecha portas na Hungria
Tamanho do texto Aa Aa

"Sobreviveu ao fascismo, ao comunismo, mas não resistiu ao regime de Viktor Orbán." É desta forma que um jornalista do Magyar Nemzet - que em português significa Nação Húngara - justifica o fim de uma de uma das publicações mais antigas da Hungria. o jornal fecha portas, esta quarta-feira, por falta de financiamento, 80 anos depois de ter nascido. A última edição em papel já está nas bancas.

Ao longo dos últimos anos, o jornal seguiu a tendência do proprietário, o oligarca Lajos Simicska que de antigo aliado do primeiro-ministro passou a principal crítico.

"Se o resultado das eleições não tivesse sido tão expressivo isso significava que as pessoas tinham compreendido a fraude, a hipocrisia e o produto político de que estão a ser alvo por parte do Governo com todas estas questões ligadas à crise migratória e a George Soros" refere Zsombor György, chefe de edição do Magyar Nemzeti.

É o fim da edição em papel e da versão online. O fim da publicação é anunciado poucos dias depois de a coligação liderada pelo partido Fidesz ter garantido nova maioria no Parlamento húngaro.

Andrea Hajagos/Euronews: "O Magyar Nemzet foi publicado durante 80 anos. Mas este não é caso único. O jornal Népszabadság - Liberdade do Povo - encerrou portas há precisamente um ano e meio.