Última hora

Última hora

Jornal da oposição fecha portas na Hungria

Em leitura:

Jornal da oposição fecha portas na Hungria

Tamanho do texto Aa Aa

"Sobreviveu ao fascismo, ao comunismo, mas não resistiu ao regime de Viktor Orbán." É desta forma que um jornalista do Magyar Nemzet - que em português significa Nação Húngara - justifica o fim de uma de uma das publicações mais antigas da Hungria. o jornal fecha portas, esta quarta-feira, por falta de financiamento, 80 anos depois de ter nascido. A última edição em papel já está nas bancas.

Ao longo dos últimos anos, o jornal seguiu a tendência do proprietário, o oligarca Lajos Simicska que de antigo aliado do primeiro-ministro passou a principal crítico.

"Se o resultado das eleições não tivesse sido tão expressivo isso significava que as pessoas tinham compreendido a fraude, a hipocrisia e o produto político de que estão a ser alvo por parte do Governo com todas estas questões ligadas à crise migratória e a George Soros" refere Zsombor György, chefe de edição do Magyar Nemzeti.

É o fim da edição em papel e da versão online. O fim da publicação é anunciado poucos dias depois de a coligação liderada pelo partido Fidesz ter garantido nova maioria no Parlamento húngaro.

Andrea Hajagos/Euronews: "O Magyar Nemzet foi publicado durante 80 anos. Mas este não é caso único. O jornal Népszabadság - Liberdade do Povo - encerrou portas há precisamente um ano e meio.