Última hora

Última hora

E agora, ainda é a AS Roma o brinde no sorteio da Liga dos Campeões?

Em leitura:

E agora, ainda é a AS Roma o brinde no sorteio da Liga dos Campeões?

© Copyright :
REUTERS/Alessandro Bianchi
Tamanho do texto Aa Aa

Real Madrid (Espanha), Bayern de Munique (Alemanha), Liverpool (Inglaterra) e AS Roma (Itália) são os semifinalistas que esta sexta-feira marcam presença no sorteio das meias finais da Liga dos Campeões, em Nyon, na Suíça.

Dos quatro ainda em prova, a equipa de Cristiano Ronaldo é a grande favorita. A AS Roma será de novo o brinde... ou talvez não.

Ronaldo "on fire"

O melhor futebolista do mundo, de acordo com a FIFA e a Balon d'Or, marcou em todos os 10 jogos da presente edição da prova, leva 15 golos e é de longe o melhor marcador do atual torneio e da história da competição.

Cristiano Ronaldo fez diante da Juventus o jogo 150 na Liga dos Campeões e o penálti convertido já nos descontos foi o 120° golo marcado na prova dos "milhões". É obra!

O argentino Lionel Messi, o grande rival individual do português a nível mundial, leva menos 20 golos marcados na "Champions."

Depois de acabar a fase de grupos atrás do Tottenham, os "merengues" deixaram pelo caminho o Paris Saint-Germain e agora a Juventus.

A finalista derrotada do ano passado acabou afastada após uma segunda mão épica, mas que terminou de forma controversa com um penálti pouco claro.

Pode ter sido o último jogo europeu do guarda-redes italiano Gianluigi Buffon.

O rival alemão e a eficácia "vermelha"

Eterno candidato, o Bayern Munique regressa este ano às meias-finais depois de na época passada ter sido eliminado pelo Real Madrid nos "quartos".

Após uma pesada derrota em Paris, na fase de grupos, Ancelotti foi despedido no final de setembro e o o colosso germânico resgatou da reforma o último treinador campeão europeu pelo clube, Jupp Heynckes.

Os bávaros têm sido consistentes e são por isso candidatos a revalidar o título ganho pela última vez em 2013.

Na fase de grupos, o Bayern terminou com os mesmos 15 pontos do Paris Saint-Germain, e na fase a eliminar deixou pelo caminho o Besiktas, de Pepe e Quaresma,e agora o Sevilha, de Daniel Carriço.

A correr por fora está o Liverpool. A equipa do também alemão Jüergen Klopp é terceira na Liga inglesa e acaba de eliminar o quase campeão Manchester City, de Guardiola, com dois triunfos categóricos.

Os "reds" têm em Mohamed Salah a grande figura. O egípcio é o melhor marcador da Liga inglesa e leva oito golos, tantos quanto o brasileiro Firmino, na Liga dos Campeões.

Em termos coletivos, os campeões europeus de 2005 detêm o melhor ataque da "Champions", com 33 golos, e a melhor defesa dos semifinalistas, com apenas sete sofridos.

Dominaram o grupo E, onde estava o Sevilha, e cilindraram o FC Porto (0-5) no Dragão, nos oitavos, concedendo um nulo em Anfield. Agora, "arrumaram" com o City.

O brinde duro de "roer"

Os italianos da AS Roma voltam a ser o brinde do sorteio, mas já o eram nos quartos-de-final e veja-se o que fizeram ao Barcelona.

Na fase de grupos, os "gladiadores" impuseram-se ao Atlético e ao Chelsea, suaram nos "oitavos" diante do Shakthar Donetsk, de Paulo Fonseca, foram goleados em Barcelona, mas a reviravolta no Ol´impico diante dos catalães revelou uma equipa capaz de lutar pela final de Kyiv.

Em termos de palmarés, o Real Madrid procura a 13.a Taça dos Campeões; Bayern e Liverpool perseguem a sexta; a AS Roma só esteve numas meias-finais e acabou finalista vencida diante do Liverpool, na capital italiana, em 1984.

O sorteio está marcado para as 13 horas locais, em Nyon (meio dia, hora de Lisboa).