Última hora

Última hora

Discurso de Macron: as reações dos estudantes

Em leitura:

Discurso de Macron: as reações dos estudantes

Tamanho do texto Aa Aa

Estudar Ciência Política em Estrasburgo, a cidade francesa que acolhe sessões plenárias do Parlamento Europeu uma vez por mês, é como ter um laboratório onde se podem testar os conhecimentos adquiridos nas salas de aula. É este o caso em particular quando os chefes de estado e governo aqui se deslocam para discursarem sobre o futuro do projeto europeu. Em abril foi a vez do presidente francês, Emmanuel Macron, um dos maiores apoiantes de mais integração na União Europeia.

Point of view

"Se recorrermos ao exemplo do Brexit vemos que a geração que vota mais pela Europa é a geração dos jovens"

Edouard Bailhache Estudante de Ciência Política

Colocámos 3 questões a 3 estudantes e aqui estão as respostas.

1 - Como é que podemos reformar a UE de forma a que se adapte aos desafios correntes e futuros?

Resposta de Charles Testard, estudante de Ciência Política na Universidade de Estrasburgo.

"O que podemos esperar do presidente da república francesa é que diga não, parem de dizer que a Europa de 2018 não funciona e não é perfeita, ela pode ser aperfeiçoada mas vocês, os jovens franceses que são os herdeiros diretos da construção europeia, mobilizai-vos."

2- Será Macron, um dos mais jovens chefes de estado europeus no poder, a pessoa certa para liderar este caminho de reforma?

"Penso que Macron é uma voz, uma boa voz que muita gente não quer ouvir, na medida em que ele é igualmente contestado em França, mas à qual é preciso também juntar outras vozes", diz Arnaud de Vibraye, estudante de Ciência Política na Universidade de Estrasburgo;

3- Como é que podemos atrair jovens para o projeto europeu, especialmente quando há eleições europeias em 2019?

Edouard Bailhache, estudante de Ciência Política na Universidade de Estrasburgo;

"Se recorrermos ao exemplo do Brexit vemos que a geração que vota mais pela Europa é a geração dos jovens. Por isso, é claro que o projeto europeu não seduz mais as pessoas porque é necessário explicá-lo melhor... Mas vemos que as sementes estão lá e amanhã, essa geração vai também dar o gosto da Europa às gerações que se seguirão".

Mais Europa ou menos Europa, esta é a grande questão. Para Emmanuel Macron, o futuro do continente passa por maior integração.