Última hora

Última hora

Madonna, Isaura, David Guetta: os tributos a Avicii

Em leitura:

Madonna, Isaura, David Guetta: os tributos a Avicii

Tamanho do texto Aa Aa

A prematura morte do DJ e produtor sueco Avicii, esta sexta-feira em Omã, está a abalar o mundo da música.

It's a sad day!! Still can't believe it :( #RIP #avicii this was 6 days back #shocking

Uma publicação partilhada por Maitrai Joshi (@maitrai) a

"É com profundo pesar que anunciamos a perda de Tim Bergling, também conhecido como Avicii. A família está devastada e pedimos a todos o favor de respeitarem a necessária privacidade nestes tempos difícieis", afirmou o agente do artista em comunicado.

A causa da morte não foi revelada, mas eram conhecidos alguns proiblemas de saúde da jovem estrela sueca.

Uma das últimas fotografias conhecidas de Avicii com vida terá sido registada uma semana antes, no Muscat Hill Resort, em Mascate, a capital de Omã. O registo pertence ao também DJ Maitrai Joshi e foi partilhada pelo respetivo Instagram após ter sido noticiada a morte do sueco.

O tributo das estrelas

De Madonna, com quem colaborou no início da carreira internacional, à representante portuguesa na Eurovisão, Isaura, têm sido muitos os artistas a prestar tributo a Tim Bergling, o nome de batismo do sueco de apenas 28 anos cuja última atuação em Portugal aconteceu em 2016, ano em que decidiu fazer uma pausa nas digresões por questões de saúde.

O DJ português Pete Tha Zouk recordou o dia em que partilhou o palco com o sueco, em 2013, e considerou Avicii "um compositor como Bach ou Mozart" de quem teve o privilégio de usufruir "nos nossos tempos."

A agora residente lisboeta Madonna assumiu-se "triste" com esta "tragédia" e despediu-se do DJ, que trouxe para a alta roda da música com a remistura em 2012 do tema "Girl Gone Wild", tratando-o pelo nome verdadeiro, Tim.

So Sad....... So Tragic. Good Bye Dear Sweet Tim. ? Gone too Soon. #avicii

Uma publicação partilhada por Madonna (@madonna) a

O também DJ, produtor e compositor britânico de música de dança eletrónica (EDM) Calvin Harris assume-se "devastado" pela morte de Avicii.

O francês David Guetta fala de "um acontecimento realmente horrível" e agradece o tempo partilhado pelo sueco "um amigo com um coração lindo".

"O mundo perdeu um talento incrível", acrescentou Guetta.

Autor da melhor música eletrónica de 2014 para a Billboard, com o pegajoso "Wake me Up", Avicci colecionou vários prémios e nomeações nos últimos seis anos.

Em 2013, foi considerado "o artista preferido na música eletrónica de dança" nos American music Awards, eleito o "melhor artista a solo" dos Prémios Internacionais da Música de Dança e ganhou os prémios de melhor artista sueco e melhor projeto eletrónico nos prémios da MTV.

No ano seguinte, ganhou o prémio alemão de EDM (Música Eletrónica de Dança) na cerimónia dos Echo, da Deutsche Phono-Akademie, ganhou o prémio de melhor artista de música eletrónica de dança e de melhor artista sueco nos World Music Awards.

Este ano, Avicii está nomeado para melhor álbum do ano pela billboard com o registo "Avīci (01)."

Para a história, ficam também três atuações em Portugal.

A primeira em 2012 em Leça da Palmeira, Matosinhos. Regressou no ano seguinte para o Festival Sudoeste, na Zambujeira do Mar.

Avicii despediu-se dos portugueses a 29 de maio de 2016, no Rock in Rio.