Última hora

Última hora

Combate ao financiamento de terrorismo reúne 70 países

Em leitura:

Combate ao financiamento de terrorismo reúne 70 países

© Copyright :
Eric Feferberg/Pool
Tamanho do texto Aa Aa

Ministros de mais de 70 países reuniram-se, quinta-feira, em Paris, numa conferência para encontrar formas de combater o financiamento do Grupo do Estado Islâmico e da Al-Qaeda.

A conferência foi lançada pelo Presidente de França, Emmanuel Macron, para coordenar esforços de forma a reduzir a ameaça do terrorismo a longo prazo.

Macron apontou a necessidade de se criar uma estrutura legal de responsabilidade para plataformas na Internet.

"Permitir que floresçam espaços abertos para a propaganda, mesmo quando o Daesh e a Al Qaeda perderam quase todo o seu território físico e se encontrem numa situação de sobrevivência, é fornecer-lhes, hoje, de maneira irresponsável, a oportunidade de se regenerarem," declarou Emmanuel Macron.

A França pressiona no sentido de uma maior coordenação internacional e mais transparência nas transações financeiras e encara a conferência como um primeiro passo para encorajar a mobilização política.

Os organizadores franceses verificaram que as derrotas do grupo do Estado Islâmico no terreno não impedem o Daesh de continuar as acções terroristas, especialmente em regiões instáveis ​​do Afeganistão, Malásia, Filipinas, Iémen, Egipto e África subsaariana.

Desde janeiro de 2015, os atentados terroristas mataram 245 pessoas em França e dezenas de outros ataques foram frustrados.

Algumas das nações que participaram são países que se acusaram mutuamente de financiarem o terrorismo, particularmente no Golfo Pérsico.