Última hora

Última hora

Kim, Moon e a "diplomacia da sopa fria"

Em leitura:

Kim, Moon e a "diplomacia da sopa fria"

Tamanho do texto Aa Aa

Começa uma nova história, neste ponto de partida histórico para uma era de paz. Foram essas as palavras escritas por Kim Jong-un no livro de visitas, durante o encontro com o presidente da Coreia do Sul Moon Jae-in. De ameaça mundial a interlocutor para a paz, o líder norte-coreano está a mudar a imagem e até levou com ele o cozinheiro de um famoso restaurante de Pyongyang.

"Foi difícil, mas trouxemos a sopa de massa fria de Pyongyang. Trouxémos este prato de longe. Enfim, talvez não de tão longe. Espero que apreciem, depois da longa viagem que fez", disse Kim.

Perante Kim e a irmã, Kim Yo-jong, que tinha já dado nas vistas nos Jogos Olímpicos de Inverno, o líder sul-coreano falou de esperanças de paz e conciliação: "Espero que tenhamos uma conversa tendo em mente bons resultados e que consigamos um acordo, para podermos dar um presente aos cidadãos dos nossos países e às pessoas de todo o mundo que querem a paz", disse Moon.