Última hora

Última hora

Nikol Pashinyan quer eleições livres na Arménia

Em leitura:

Nikol Pashinyan quer eleições livres na Arménia

Tamanho do texto Aa Aa

Nikol Pashinyan tem sido apontado como a solução para o impasse político que se vive na Arménia desde a demissão de Serzh Sargsyan. O líder do Partido Contrato Civil é o favorito a assumir o cargo de primeiro-ministro mas ainda precisa de convencer o Partido Republicano, que tem maioria parlamentar. A euronews quis saber o que pensa a voz da oposição na Arménia.

Apostolos Staikos, euronews: "Tudo indica que sairá vencedor desta batalha política. Como se sente?"

Nikol Pashinyan, Partido Contrato Civil: "Sabe, penso que o vencedor é o povo, as pessoas da Arménia que apoiam as nossas ideias. Precisamos de mudanças, precisamos de um novo governo na Arménia.

Que irá fazer para garantir o apoio do Partido Republicano?

Essa questão faz parte da agenda do Partido Republicano. Penso que eles é que têm de avaliar a situação, avaliar a situação política do país e tendo em conta a análise que fizerem, chegar a uma boa conclusão.

Se for eleito primeiro-ministro pela Assembleia Nacional, qual será a sua primeira medida. Quais as suas prioridades?

A minha prioridade passa por preparar eleições livres, legítimas e verdadeiramente democráticas, o quanto antes na Arménia.

Quando?

Penso que o devíamos fazer o mais rapidamente possível, mas também percebemos que precisamos de chegar a um consenso com os outros partidos políticos relativamente à calendarização das eleições.

Se o Partido Republicano lhe recusar o apoio, se disserem que não acreditam em si, o que fará?

Acredito que o povo não aceitaria qualquer outra solução. Querem ver o seu candidato tornar-se no primeiro-ministro da Arménia e este objetivo tem de ser atingido.

Já falou com o Kremlin?

Tivemos uma reunião com uma delegação parlamentar russa na nossa Assembleia Nacional. Foi um encontro bastante positivo."