Última hora

Última hora

Milhares em Buenos Aires e Lima pela legalização da Canábis

Em leitura:

Milhares em Buenos Aires e Lima pela legalização da Canábis

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas saíram às ruas de Buenos Aires para pedir a legalização da canábis, um evento que se tornou anual. Uma das principais razões para o protesto são as prisões daqueles que cultivam para consumo: "Basta de presos por cultivar. Chega de virem arrombar as nossas casas, bater-nos à porta, roubar-nos as plantas, roubar-nos os remédios dos nossos filhos. Já chega também de repressão e de censura no YouTube", disse o youtuber Federico Riveiro, presente na marcha.

Um dos vídeos de Federico Riveiro ("Dr Sativa") no YouTube. O canal que geria anteriormente foi censurado pela plataforma.

A Argentina adotou em 2013 uma lei da canábis medicinal, mas que é bastante restritiva. Só prevê a importação de óleo de canábis e apenas para tratar a epilepsia.

As marchas pela legalização estenderam-se também ao Peru. Ana Álvarez, presidente da associação 'Buscando Esperanza', uma das organizadoras da manifestação em Lima, enaltece a rapidez com que o país adotou a lei da marijuana medicinal: "Conseguimos que em pouco tempo, exatamente sete meses, se tenha feito a lei da marijuana medicinal. Agora, estamos à espera da regulamentação".

Este é o décimo nono ano que a Marcha Global da Marijuana se celebra no primeiro sábado de maio.