Última hora

Última hora

"Abandonar acordo nuclear com o Irão é grande erro estratégico", garante ex-secretário da Energia de Obama

Em leitura:

"Abandonar acordo nuclear com o Irão é grande erro estratégico", garante ex-secretário da Energia de Obama

Tamanho do texto Aa Aa

"Um erro monumental" que prejudica os interesses da comunidade internacional". Foi desta forma que o ex-secretário da Energia de Barack Obama, Ernest Moniz, classificou a decisão de Donald Trump de sair do acordo nuclear com o Irão.

Em Portugal nesta semana para participar na conferência APED Retail Summit, e em entrevista à Agência Lusa, Ernest Moniz recordou um dos principais objetivos do acordo que ajudou a negociar: "o acordo deu à comunidade internacional a capacidade de monitorização e verificação de forma a garantir que Irão não voltava a ativar o programa de armas nucleares. Agora, a ação do presidente é um monumental erro estratégico".

Moniz defende que "os EUA e a Europa têm vários pilares de força geopolítica": as alianças multilaterais, como a NATO, a rede de "instituições financeiras construídas após a II Guerra Mundial", o sistema de comércio internacional e um conjunto de "valores nas relações internacionais".

"Infelizmente, acredito que as ações do presidente Trump enfraqueceram esses quatro pilares. Quando se pensa nas alianças, as declarações que fez sobre a NATO, são um exemplo; em relação ao comércio, com o foco em desequilíbrios comerciais, promovendo um sistema mercantil em vez de um sistema de valores...acho que tudo isto não serve os nossos interesses a longo prazo", afirmou o físico do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, em inglês) .

Ernest Moniz considera que Donald Trump está a fazer exatamente o contrário do que fez Barack Obama. O lusodescendente acredita que Obama apoiou e fez avançar estas quatro áreas.