Última hora

Última hora

Ameaças de novas sanções dos EUA ao Irão criam espécie de "proteção" europeia

Em leitura:

Ameaças de novas sanções dos EUA ao Irão criam espécie de "proteção" europeia

Tamanho do texto Aa Aa

As ameaças dos EUA com novas sanções ao Irão fizeram chover promessas de vários países europeus em fortalecer os laços económicos com o governo iraniano.

Tanto a França como a Alemanha querem o mesmo: que estas medidas dos EUA tenham o menor impacto possível.

O Ministro das Finanças alemão admitiu, numa conferência de imprensa, que o governo da Alemanha irá "fazer tudo que está ao alcance" para que as empresas europeias sejam afetadas "o menor possível".

Também o porta-voz do governo francês, Benjamin Griveaux disse, num discurso oficial, que Organização Mundial do Comércio deverá responder a "qualquer medida unilateral que prejudique os interesses das empresas europeias".

reuters

Uma espécie de proteção à economia internacional, isto, até porque, no meio deste mar de decisões, estão empresas, projetos ou investimentos de mais de uma dúzia de países - como a China, Áustria ou Japão - entidades que, em janeiro de 2017, tiveram autorização do governo iraniano para participar em projetos na indústria do petróleo. ( Shell,Total, Eni, Petronas, Gazprom e Lukoil).

Estas instituições continuam em silêncio em relação ao tema, até porque as sanções dos EUA ainda não foram conhecidas.