Última hora

Última hora

Netanyahu: "O Irão passou dos limites"

Em leitura:

Netanyahu: "O Irão passou dos limites"

Tamanho do texto Aa Aa

Um ataque de dimensões "inéditas" - foi o que Israel levou a cabo em território sírio durante a madrugada de quinta-feira. O alvo dos bombardeamentos foi supostamente um ponto estratégico controlado pelas forças iranianas.

"O Irão passou dos limites. E nós respondemos à medida. As nossas forças conduziram uma operação de larga escala contra alvos iranianos na Síria. Foi graças à mobilização das nossas tropas, tanto no ataque como na defesa, que a ofensiva iraniana falhou", afirmou Benjamin Netanyahu, o primeiro-ministro israelita.

Essa alegada ofensiva terá consistido no disparo de vários mísseis contra a zona israelita no território dos Montes Golã, disputado entre a Síria e Israel desde 1967. Não se conhecem as consequências exatas dos ataques de parte a parte.

Mas há quem anuncie já a intervenção de Israel como a nova e ameaçadora etapa na guerra que devasta a Síria há 7 anos, após Donald Trump ter declarado que o acordo nuclear iraniano é para rasgar, em clara oposição à Europa.

"Infelizmente, na noite passada assistimos à troca de tiros entre o Irão e Israel. Estamos perante o risco de uma escalada, do agravamento das tensões. Temos de estar muito atentos para o conseguir evitar", salientou o presidente francês, Emmanuel Macron.

Já Washington declarou que Israel exerceu "o direito a defender-se" perante as "provocações" do Irão.