Última hora

Última hora

Trump admite adiar cimeira com Coreia do Norte

Em leitura:

Trump admite adiar cimeira com Coreia do Norte

Tamanho do texto Aa Aa

Aos discursos otimistas que reinavam há algumas semanas, sucedeu-se muita prudência. Durante a visita do presidente sul-coreano a Washington, Donald Trump declarou que afinal a cimeira do próximo 12 de junho em Singapura, na qual se esperava que a Coreia do Norte formalizasse o acordo de desnuclearização, pode ser adiada.

"Vamos vendo à medida que o tempo avança... Nós temos determinadas condições e creio que vamos obtê-las. Se não acontecer agora, talvez aconteça mais tarde, numa outra altura", afirmou Trump.

Já Moon Jae-in realçou o seguinte: "O futuro da península coreana depende disto. Não vamos poupar esforços para fazer com que a cimeira Estados Unidos-Coreia do Norte seja um sucesso. Vamos fazer este caminho ao lado do presidente americano".

Entretanto, chegam à Coreia do Norte os jornalistas estrangeiros que Pyongyang convidou para testemunhar o desmantelamento do principal complexo nuclear do país. Isto apesar das reticências já manifestadas pelo regime norte-coreano que afirma que a Casa Branca pretende impor o processo de desnuclearização de forma unilateral.

Os exercícios militares aéreos que a Coreia do Sul realizou recentemente também não foram do agrado de Kim Jong-un. Mas Trump salientou, esta terça feira, que a atitude do líder norte-coreano mudou após um encontro com o presidente chinês.