Última hora

Última hora

Gazprom escapa a multa de Bruxelas

Em leitura:

Gazprom escapa a multa de Bruxelas

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia chegou a acordo com a gigante estatal russa do gás Gazprom e aceitou as concessões que lhe permitem escapar a uma multa que podia chegar aos 10% do volume de negócios anual.

A Gazprom era acusada de colocar entraves à livre circulação de gás num conjunto de oito países da Europa central e de leste.

Obrigações da Gazprom, segundo a comissária Margrethe Vestager.

"Todas as empresas com negócios na Europa devem respeitar as nossas regras de concorrência, independentemente de onde vêm. Mais do que isso, a nossa decisão dá um livro de regras feito à medida, sobre a conduta futura da Gazprom e obriga a empresa a dar passos positivos para uma maior integração dos mercados de gás na região e um verdadeiro mercado interno da energia na Europa", disse a comissária europeia para a Concorrência, Margrethe Vestager.

A Autoridade Europeia para a Concorrência impõe agora à Gazprom uma série de regras rígidas, com o objetivo de garantir competitividade nos preços do gás. A decisão de Bruxelas arrisca-se a irritar este conjunto de oito países - Bulgária, República Checa, Estónia, Hungria. Letónia, Polónia e Eslováquia - desejosos de reduzir a dependência energética em relação à Rússia.