Última hora

Última hora

Rede social de Zuckerberg tem outra acusação de espionagem

Em leitura:

Rede social de Zuckerberg tem outra acusação de espionagem

© Copyright :
REUTERS/Stephen Lam/Arquivo
Tamanho do texto Aa Aa

A rede social Facebook, fundada e dirigida por Mark Zuckerberg, foi alvo de um novo processo legal sob acusação de espionagem.

O processo está em análise no tribunal superior de San Mateo, na Califórnia, e partiu dos proprietários da já extinta "startup" Six4Three.

A empresa acusa a rede social de se ter aproveitado de várias aplicações desenvolvidas para a plataforma, nomeadamente da Pikinis, desenvolvida pela Six4Three.

A antiga "startup" garante que o Facebook aproveitava-se das aplicações para conseguir invadir os dispositivos móveis dos utilizadores, assumir o controlo dos microfones dos aparelhos e monitorizar as chamadas e a localização dos mesmos.

O objetivo da rede social seria recolher informações privadas dos utilizadores para depois as utilizar para fins comerciais.

Um porta-voz do Facebook, não identificado, reagiu à acusação e garante que a mesma "não tem valor". "Vamos continuar a defender-nos com determinação", prometeu.

O processo já dura há dois anos, mas documentos entregues ao tribunal na semana passada têm por base uma série de mensagens eletrónicas e confidenciais entre altos executivos do Facebook, mas que estão atualmente em segredo de justiça.

A rede social recorreu a uma adenda legal da Califórnia pensada para proteger a liberdade de expressão e defende o arquivamento do processo. A Six4Three opõe-se à moção.

O Facebook tem de até quinta-feira para apelar ao tribunal para manter em segredo os documentos confidenciais entregues na semana passada.

Na base do processo da Six4Three contra o Facebook estará o alegado fracasso da aplicação Pikinisapp cuja derradeira publicação no Facebook data de 25 de abril de 2013 (no Twitter "viveu" até 16 de julho de 2013) e era a partilha de uma notícia do lançamento "em breve" da aplicação que iria permitir aos utilizadores encontrar fotografias dos amigos em que estes estivessem de fato de banho.

Mark Zuckerberg tem andado numa roda-viva a tentar limpar a imagem do Facebook e este desenvolvimento no processo da Six4Three surge ao mesmo tempo que o fundador e diretor executivo da rede social passou pela Europa para ser ouvido no Parlamento Europeu e participar numa conferência tecnológica em França.