Última hora

Última hora

Está aberta a porta à destituição de Rajoy

Em leitura:

Está aberta a porta à destituição de Rajoy

Tamanho do texto Aa Aa

O Partido Nacionalista Basco votou a favor da moção de censura, apresentada pelos Socialistas, ao executivo de Rajoy. Está aberta a porta à destituição do chefe do governo, o líder do Partido Popular.

No congresso dos Deputados o chefe do executivo tinha-se defendido das acusações de Pedro Sánchez, o líder socialista, e mantinha a posição de que não se demitia:

"Procurem uma justificação mais séria. Ninguém acredita nessa Espanha negra com a qual tentam justificar o injustificável. Espanha tem problemas como outro país qualquer, mas está numa situação, incomparavelmente melhor do que qualquer outro país. Graças ao esforço dos espanhóis mas também graças às políticas do meu partido e à gestão do meu governo que não tem nada a ver com o que vocês fizeram com o nosso país".

Para o líder dos Socialistas, Pedro Sánches, não há apelo nem agravo. A única solução para Espanha é a saída de Mariano Rajoy da chefia do governo:

"Está disposto a demitir-se hoje, aqui e agora? Demita-se senhor Rajoy e tudo terminará. Poderá abandonar a liderança do governo por sua decisão. Vai demitir-se senhor Rajoy ou vai continuar agarrado ao cargo, enfraquecendo a Democracia e a qualidade institucional da liderança do governo? É o grupo socialista que apresenta esta moção de censura, mas é o senhor, na sua obstinação em agarrar-se ao cargo até às últimas consequências, custe o que custar, sofra quem sofra, esta Democracia, que assumem a autoria desta moção".

O apoio dos deputados Nacionalistas Bascos acontece porque Sánchez lhes prometeu que manteria o que estava já acordado com o atual executivo para o País Basco.