Última hora

Última hora

Trump e Kim Jong-un a caminho do futuro

Em leitura:

Trump e Kim Jong-un a caminho do futuro

© Copyright :
REUTERS/Jonathan Ernst
Tamanho do texto Aa Aa

O encontro entre Donald Trump e Kim Jong-un resultou num "grande progresso", foi pelo menos isso que afirmou o presidente dos EUA depois da cimeira histórica com o líder norte-coreano, de terça-feira.

Mas sem sinais claros de como ou quando a desnuclearização da Coreia do Norte vai começar muitos são cautelosos em falar de sucesso:

"Foi um bom começo, a jornada ainda é longa, há muito trabalho a ser feito. Este foi apenas o começo da negociação, que poderá abranger questões muito complexas e difíceis entre Estados Unidos e Coreia do Norte, e que incluirá muitas das maiores potências desta região do mundo", explica Peter Brooks, especialista em questões de Segurança Nacional na Heritage Foundation.

Como prova de boa-fé os EUA cancelaram os exercícios militares anuais com a Coreia do Sul, uma concessão significativa, que surpreendeu:

"Vamos anular os exercícios de guerra, o que nos poupará muito dinheiro, até nos darmos conta de que a futura negociação não está a seguir o caminho que devia, mas estaremos a economizar uma quantia de dinheiro importante, até porque acho que eles são uma provocação", afirmou Trump.

Ceticismo ou crença o importante é que o primeiro passo foi dado. Ambas as partes prometem trabalhar juntas uma solução. Os EUA querem a desnuclearização da Coreia do Norte, isso é claro, mas para se chegar aí é preciso limpar o terreno e esperar que as divergências se dissipem o que não acontecerá do dia para a noite. Para já, ambos os líderes trocaram convites de visita aos respetivos países.