Última hora

Última hora

Cópia de carta de Colombo regressa a casa

Em leitura:

Cópia de carta de Colombo regressa a casa

A cópia da carta de Colombo
Tamanho do texto Aa Aa

Afinal há histórias que acabam em bem. Na quinta-feira, o Vaticano recebeu a cópia original de uma carta com 525 anos enviada por Cristovão Colombo à Santa Sé quatro meses depois da chegada à América. O original foi escrito em espanhol e foram efetuadas várias traduções para latim. Uma destas cartas encontrava-se nos arquivos do Vaticano. No entanto, em 2011, um perito norte-americano recebeu uma carta de Columbo que declarou autêntica após um exame minucioso,

No ano anterior o mesmo perito estudou uma carta de Columbo no arquivo do Vaticano que acabaria por declarar como falsa. O caso acabaria por passar para as autoridades norte-americanas que deram início às investigações em conjunto com peritos do Vaticano.

As investigações concluiram que o original havia sido vendido a um negociante de livros raros por Marino Massimo De Caro, que as autoridades norte-americanas descrevem como "um ladrão de livros italiano notável" que se encontra detido em Itália.

Na cerimónia de entrega da cópia original esteve presente a embaixadora norte-americana na Santa Sé, Callista Gingrich, assim como outras figuras destacadas do Vaticano.

Os peritos afirmam que a carta vale cerca de um milhão de euros.