Última hora

Última hora

Philip Lahm destaca exibição do México e desdramatiza derrota alemã

Em leitura:

Philip Lahm destaca exibição do México e desdramatiza derrota alemã

A desilusão alemã e a festa mexicana no mundial da Rússia
Tamanho do texto Aa Aa

Os adeptos da Alemanha sofreram uma inesperada desilusão na estreia no Mundial de futebol da Rússia, em contraste com o delírio mexicano após a surpreendente vitória sobre os atuais campeões do Mundo.

A tristeza abateu-se sobre muitos dos adeptos germânicos, mas há um, bem experiente por ter sido um dos campeões do mundo há quatro anos no Brasil, que desdramatiza o desaire da "mannschaft" e prefere destacar a boa exibição mexicana.

De visita a uma escola alemã em Moscovo, o antigo capitão da seleção Philip Lahm defendeu, "em primeiro lugar, que o México jogou muito, muito bem".

"Foram agressivos e estiveram muito coordenados. A Alemanha simplesmente não foi capaz de fazer o normal. E isto pode acontecer", considerou o antigo lateral-direito.

Apesar da derrota, Lahm mantém os atuais campeões entre os quatro favoritos, dos quais exclui Portugal e quase coloca agora... o México.

"Os favoritos para mim, são a Espanha, a Alemanha, o Brasil..." começou por afirmar o ex-jogador, sendo interrompido por palmas e gritos da plateia. Depois, hesitante, juntou também a equipa do México e desatou a rir com boa parte da plateia.

"Bem, nada disso, o quarto favorito para mim é a França", concluiu Philip Lahm, recebendo palmas.

A milhares de quilómetros de Moscovo, na Cidade do México, o triunfo sobre os atuais campeões do mundo provocou o delírio.

Poucos esperavam o triunfo mexicano, mas o futebol é uma caixa de surpresas e esta é para já a grande surpresa de um Mundial onde também Argentina e Brasil tiveram arranques aquém do esperado.

Na próxima jornada do grupo F, marcada para sexta-feira, o México enfrenta a Coreia do Sul e a Alemanha a Suécia.