Última hora

Última hora

A história do centro de reciclagem mais eficaz do mundo

Em leitura:

A história do centro de reciclagem mais eficaz do mundo

A história do centro de reciclagem mais eficaz do mundo
Tamanho do texto Aa Aa

O centro regional de tratamento de resíduos de Lubliana (RCERO) é o maior projeto na área ambiental da Eslovénia e o mais moderno da Europa. Graças ao projeto, é possível evitar a emissão de enormes quantidades de poluentes na atmosfera e travar a proliferação de descargas e aterros. A Euronews entrevistou o fundador e presidente do RCERO, Mjtja Praznik.

euronews: "Como surgiu a ideia do projeto?"

Mjtja Praznik: "Uma parte das atividades começou em 2000 quando a Eslovénia aderiu à U.E. Éramos obrigados a fazer muitas alterações legislativas no domínio do tratamento do lixo. Anteriormente, a maioria do lixo ia parar a um aterro e tínhamos de parar de fazê-lo devido à nova legislação. Considerámos que para tratar os resíduos era importante antes de mais fazer a triagem, reciclar os materiais e usar o lixo para produzir energia"

euronews: "Qual é a importância deste projeto ao nível da Eslovénia e da Europa?

Mjtja Praznik : "Na Eslovénia, a maioria do lixo era enviado para aterros, o que levava a uma perda económica, em termos de materiais e energia. Mudando esse princípio e introduzindo novos métodos de tratamento de resíduos, o nível de reciclagem dos materiais aumentou consideravelmente. Substituímos o uso de certos combustíveis e fontes de energia graças ao combustível produzido a partir do lixo, e sobretudo, reduzimos de forma significativa a quantidade de lixo enviada para as descargas. Graças à nova fábrica, apenas 2% do lixo vai parar ao aterro. 98% do lixo é transformado em combustível".

euronews: "Como se sente face a estes resultados?"

Mjtja Praznik : "Estou muito orgulhoso pelo projeto. Tive a ideia há vinte anos, na altura comecei a procurar tecnologias para concretizá-la. Estou contente por saber que fomos capazes de nos apoiar na nossa experiência anterior em matéria de aterros e de extração de gás. Todos esses conhecimentos foram essenciais para desenvolver o projeto. Temos três métodos de tratamento do lixo: aeróbico, anaeróbico e mecânico. Todos eles são os meus bebés! Lancei o projeto e atravessei todas as etapas: a preparação, os estudos, a comparação entre as diferentes tecnologias e, finalmente, a opção por um financiamento da União Europeia, porque o projeto custa dinheiro! Depois, foram precisos três anos e meio para tornar o sítio operacional. Estou muito satisfeito pelo projeto ter levado algum tempo a concretizar-se, porque era um projeto de grande amplitude que não podia fazer-se num dia".