Última hora

Última hora

ONU confirma crimes contra a Humanidade em Ghouta Oriental

Em leitura:

ONU confirma crimes contra a Humanidade em Ghouta Oriental

ONU confirma crimes contra a Humanidade em Ghouta Oriental
Tamanho do texto Aa Aa

As Nações Unidas confirmam que tanto o regime sírio de Bashar al-Assad como os grupos rebeldes perpetraram crimes contra a Humanidade em Ghouta Oriental, durante a ofensiva militar para reconquistar o enclave, entre fevereiro e abril deste ano.

O documento da Comissão Internacional Independente de Inquérito sobre a República Árabe da Síria, sublinha que "foi mediante bombardeamentos sistemáticos e generalizados em áreas habitadas por civis, e pela contínua negação de alimentos e remédios a civis sitiados, durante o período em análise, que as forças pró-governamentais perpetraram crimes contra a humanidade, com atos desumanos que causaram grave sofrimento mental e físico".

No relatório, a comissão da ONU refere, ainda, que entre fevereiro e abril, os grupos armados sitiados e organizações terroristas realizaram, também, ataques implacáveis e indiscriminados contra a cidade de Damasco e áreas envolventes. Estes crimes de guerra resultaram na morte e mutilação de centenas de civis sírios.

A 14 de abril as forças governamentais declararam ter retomado o controlo de Ghouta Oriental.

Mais de 140 mil sírios foram obrigados a fugir da região, em busca de refúgio.