Última hora

Última hora

Trump suspende separação das famílias na fronteira

Em leitura:

Trump suspende separação das famílias na fronteira

Trump suspende separação das famílias na fronteira
Tamanho do texto Aa Aa

Debaixo de fogo, Donald Trump recuou. O presidente norte-americano assinou um decreto para acabar com a separação de famílias de imigrantes ilegais nos Estados Unidos da América.

No entanto, garante que a política de tolerância zero se mantém. O novo ocumento prevê que pais e filhos permaneçam juntos por tempo indeterminado quando detidos.

"Estamos a deixar as famílias juntas e isto vai resolver esse problema. Estamos ao mesmo tempo a manter uma fronteira muito forte e continua a ser tolerância zero. Temos tolerância zero para com pessoas que entrem no nosso país ilegalmente", afirmou Trump durante a assinatura do documento.

A intenção de reforçar a política de tolerância zero foi justificada, via Twitter, pelo presidente norte-americano.

Trump borders

No mesmo decreto onde é reforçado o controlo das fronteiras, é também concedida prioridade às famílias no processo de regularização.

Tal como a qualquer outro criminoso, a lei dos Estados Unidos determina que seja instaurado um processo criminal a todos os que entram no país sem documentos. Por não poderem ser detidos, os menores eram até à data separadas dos progenitores.

De 5 de maio a 9 de junho, mais de 2300 crianças foram separadas dos pais.