Última hora

Última hora

De Reykjavik a Volvogrado num Lada

Em leitura:

De Reykjavik a Volvogrado num Lada

De Reykjavik a Volvogrado num Lada
Tamanho do texto Aa Aa

Dois vikings à conquista da Rússia: este podia ser o título da aventura de dois amigos islandeses, Gretar Jonsson e Kristbjorn Hilmir Kjartansson - um carteiro e o outro estudante de cinema -, que decidiram viajar 5000 quilómetros de Reykjavik até Volvogrado a bordo de um Lada de fabrico russo para assistir aos jogos da Islândia no Mundial.

Gretar Jonsson: "Levar um carro russo, que não é conhecido pela sua fiabilidade ou por ser a melhor escolha para uma viagem por terra, e conduzi-lo todo o caminho da Islândia até à Rússia para um evento tão longe, com distâncias tão grandes entre as cidades [onde há jogos], é uma loucura, mas é muito divertido. É uma ideia tão louca que é ótima."

A ideia surgiu depois de um deles ganhar o carro num concurso. Depois de decorarem o Lada com o azul, vermelho e branco da seleção islandesa, apanharam um ferry entre a Islândia e a Dinamarca, marcando o início de um períplo que os fez passar pela Alemanha, Polónia, Lituânia e Letónia, antes de chegarem à Rússia.

Depois de assistirem ao empate com a Argentina em Moscovo, seguiram caminho para Volvogrado, para assistir ao jogo desta sexta-feira contra a Nigéria.