Última hora

Última hora

Fim do acordo nuclear ameaça investimento europeu no Irão

Em leitura:

Fim do acordo nuclear ameaça investimento europeu no Irão

Fim do acordo nuclear ameaça investimento europeu no Irão
Tamanho do texto Aa Aa

O Irão e União Europeia tentam manter viva a discussão sobre oportunidades de negócios e investimentos, na esperança que se consiga salvar o acordo nuclear do Ocidente com o Irão, que foi abandonado pelos EUA.

Nos setores do conhecimento científico e da tecnologia há muitas maneiras de remover fronteiras e sanções

Mohammad Hossein Adeli Co-organizador, Fórum Irão

A Comissão Europeia tem insistido que se deve proteger os interesses das empresas dos Estados-membros que investem no Irão e fazer tudo para manter o acordo em vigor.

Mas os participantes iranianos no Fórum Irão, em Bruxelas, estão muito preocupados.

"Desta vez é muito difícil ser otimista, porque o tempo para tomar decisões está a esgotar-se. O Irão tenta ser paciente do ponto de vista estratégico, mas a verdade é que o equilíbrio que existia no acordo nuclear foi destruído. Aqueles que pensam que é um acordo importante - e, na realidade, é importante - têm agora de de remediar este desequilíbrio", disse, à euronews, Amir Hossein Zamaninia, vice-ministro do Petróleo e ex-negociador do acordo nuclear.

Tecnologia, serviços financeiros e energia são alguns dos setores prioritários para novos investimentos.

Apesar da reimposição de sanções por parte dos EUA, um dos organizadores do Fórum considera que ainda se pode salvar os objetivos do acordo.

"Nos setores do conhecimento científico e da tecnologia há muitas maneiras de remover fronteiras e sanções. O relacionamento de cooperação é feito em rede, pela Internet, usando a tecnologia, e não através das formas convencionais, que exigiam a transferência física das coisas de um lugar para outro", afirmou Mohammad Hossein Adeli.