Última hora

Última hora

Inovação e digital abrem oportunidades para mulheres empresárias

Em leitura:

Inovação e digital abrem oportunidades para mulheres empresárias

Inovação e digital abrem oportunidades para mulheres empresárias
Tamanho do texto Aa Aa

Esta semana em Business Planet vamos até à capital italiana, Roma, onde o desafio é apoiar o empreendedorismo das mulheres, especialmente no que toca à inovação. Tiziana Pompei falou-nos sobre a condição das mulheres empresárias em Itália.

"Neste momento, as mulheres concentram as suas atividades de negócios em áreas como o comércio, turismo, agricultura e serviços pessoais. Ainda há poucas empresas geridas por mulheres mas o número está a aumentar, especialmente nos setores digital e de inovação", afirma Tiziana.

Vamos agora examinar um caso concreto. A euronews deslocou-se a Nápoles para conhecer uma das 12 finalistas de um prémio da União Europeia dedicado às Mulheres e Inovação. Gabriella Colucci fundou a ArterraBioscience, uma startup de biotecnologia centrada na investigação nos setores da cósmetica e agro-indústria com base em plantas.

"Temos que acabar com o mito da hegemonia das empresas transnacionais no setor da biotecnologia. Na realidade, a biotecnologia é uma tecnologia fácil e aberta a todos. Ao integrarmos a biotecnologia numa rede local de investigação científica e empresas geramos resultados extraordinários ao nível da inovação de produtos específicos criando ainda novas oportunidades", defende Gabriella Colucci, presidente executiva da Arterra Bioscience.

A ArterraBio registou 14 patentes para cosmética. A investigação e desenvolvimento e as novas tecnologias abrem oportunidades às mulheres que querem começar as suas próprias empresas.

"Temos que compreender que isto é consequência do facto das mulheres representarem até 80% dos investigadores. Graças à sua criatividade e motivação têm-se alcançado resultados excelentes", diz Gabriella.

Mas como é que se apoiam as empresas dirigidas por mulheres?

"Há mais de vinte anos que investimos em empresas dirigidas por mulheres. Criámos comités para mulheres empreendedoras graças a um acordo com o ministério do desenvolvimento económico. Os comités incluem empresárias e associações do setor. Todos trabalham em conjunto para apoiar mulheres que abrem as suas próprias empresas", adianta Tiziana Pompei.

As mulheres estão à frente de cerca de 22% das PME italianas.

"A Comissão Europeia tem investido muito no empreendedorismo das mulheres através de iniciativas como WEgate e WeHubs, em ambas as plataformas podemos encontrar informações sobre empresas dirigidas por mulheres", conclui Tiziana.

Informações adicionais:

  • Apesar de existirem mais mulheres do que homens a viver na Europa, as mulheres representam apenas um terço dos empresários da UE.
  • As mulheres também estão sub-representadas no que toca a criação de empresas inovadoras.
  • Para inspirar mais mulheres a trazerem as suas ideias inovadoras para o mercado e a tornarem-se empresárias, a Comissão Europeia criou um Prémio para as Mulheres Inovadoras.
  • Em junho de 2018, três prémios de € 100.000, € 50.000 e € 30.000 foram premiados na categoria principal "Women Innovators" e um prémio de € 20.000 foi atribuído ao vencedor do Prémio "Rising Innovator".

Mais detalhes em:

https://ec.europa.eu/info/research-and-innovation/funding/funding-opportunities/prizes/eu-prize-women-innovators_en

https://ec.europa.eu/programmes/horizon2020/

https://wegate.eu/

http://wehubs.eu/