Última hora

Última hora

UE pouco apelativa para jovens do norte da europa

Em leitura:

UE pouco apelativa para jovens do norte da europa

UE pouco apelativa para jovens do norte da europa
Tamanho do texto Aa Aa

As instituições da União Europeia podem significar uma boa oportunidade para uma carreira internacional em especial para os jovens do sul da Europa, de países que saíram de crises económicas e financeiras.

Nos testes de admissão, nos últimos anos, tem-se verificado um desequilíbrio entre o Norte e o Sul.

Exemplo disso, o jovem Stefano, de Itália, acabou de passar no teste de admissão.

"É uma oportunidade bastante interessante para um jovem da minha idade... Em Itália seria quase impossível", afirma o jovem.

Este é o país com maior número de candidatos a funcionários nas instituições europeias, na categoria de administradores.

Mais de 49 mil são italianos.

Espanha é o país que se segue, com mais de 27 mil.

A Grécia fecha o terceiro lugar do pódio. Cerca de 19 mil dos candidatos a administradores da União Europeia têm nacionalidade grega.

Para alemães, franceses e também portugueses, trabalhar nas instituições europeias parece não ser muito apelativo.

Em termos percentuais, estes países têm um défice de representação.

Pouco mais de 10 mil candidaturas aos lugares de administradores da União Europeia provêm de Portugal.

A Comissão Europeia está preocupada com estes desequilíbrios... A possibilidade de impor numerus clausus já está no ar.