Última hora

Última hora

Histórico Hotel Lutetia reabre em Paris

Em leitura:

Histórico Hotel Lutetia reabre em Paris

Hotel Lutetia
Tamanho do texto Aa Aa

O Lutetia... Um hotel que acorda com uma nova luz, na cidade luz.

Este local icónico de Paris reabre depois de quatro anos de trabalhos de renovação, com um orçamento de 200 milhões de euros. Menos quartos, mas mais espaçosos. Um pátio central luminoso, um spa e a famosa brasserie, com três estrelas Michelin.

Construído em 1910, no coração do bairro boémio de Saint-Germain des Prés, o design do hotel faz a transição da Art Nouveau para o estilo Art Deco e trouxe o luxo moderno para a margem esquerda do rio Sena - uma raridade em Paris.

Com esta renovação pretendemos facilitar o regresso das pessoas ao Lutetia. As pessoas do mundo da arte, da literatura e do cinema. Para isso, oferecemos grandes espaços, fáceis de usar, com um alto nível de conforto, e muita luz

Jean-Luc Cousty Diretor Geral do Hotel Lutetia

Durante a Segunda Guerra Mundial, o hotel foi ocupado pelas forças alemãs. Depois da libertação de Paris em 1944, sob as ordens de Charles de Gaulle, acolheu vítimas de atrocidades nazis que procuravam as famílias.

Ernest Hemingway, James Joyce, Picasso, Matisse e Josephine Baker estavam entre os visitantes habituais deste hotel - um local cultural durante grande parte do século 20.

"Com esta renovação pretendemos facilitar o regresso das pessoas ao Lutetia. As pessoas do mundo da arte, da literatura e do cinema. Para isso, oferecemos grandes espaços, fáceis de usar, com um alto nível de conforto, e muita luz", explica o diretor geral do hotel, Jean-Luc Cousty.

O hotel Crillon e o Ritz também já tinham fechado portas. Reabriram com uma oferta renovada no setor do turismo de luxo.

A história do Lutetia faz parte da história de Paris. Uma história agora com um novo capítulo para ler no pátio ensolarado desta sala de visitas parisiense.

Reabertura do Hotel Lutetia: 12 de Julho de 2018