Última hora

Última hora

Áustria impõe controlo temporário nas fronteiras

Em leitura:

Áustria impõe controlo temporário nas fronteiras

Áustria impõe controlo temporário nas fronteiras
Tamanho do texto Aa Aa

Na noite de segunda-feira, a Áustria introduziu um controlo temporário nas fronteiras. O controlo tem particular incidência em Kiefersfelden Kufsteinna, na fronteira entre Alemanha e Áustria, e Brenner, na fronteira entre Itália e Áustria. As autoridades de Viena afirmam que o controlo, que vai durar até esta sexta-feira, está relacionado com a necessidade de segurança das reuniões de ministros da União Europeia em Innsbruck.

Alguns populares são contra a medida, outros gostavam que o controlo fosse permanente

"Não apoio estes controlos. Condiciona o tráfego e tudo fica mais difícil," considera outra mulher.

"Acredito que é uma boa ideia retomar estas verificações. Digo isto por causa de todos os migrantes que chegam. Bem, não faço ideia se estes controlos terão impacto," afirma uma outra mulher.

"Penso que as fronteiras deviam ser livres. É a Europa. Não?," declara um homem.

De recordar que, anteriormente, o chanceler austríaco, Sebastian Kurz, indicou que o país pode fortalecer o controlo da fronteira com a Itália; e o governo da Alemanha já tinha elaborado um plano semelhante para conter o fluxo de imigrantes e requerentes de asilo.

"Estes controlos de fronteira, aqui em Brenner, são uma espécie de teste técnico. O desafio desta semana: fazer a segurança de uma reunião de ministros da União Europeia. Caso, no futuro, a Áustria decida fechar as fronteiras do sul para migrantes, serão lançados controlos de fronteira semelhantes. O desencadear do efeito dominó de encerramento das fronteiras europeias pode ser o fim do acordo de Schengen e, consequentemente, o início do fim do processo de integração europeia," revela o enviado especial da Euronews a Brenner, Hans von der Brelie.