Última hora

Última hora

Ryanair cancela 600 voos esta semana

Em leitura:

Ryanair cancela 600 voos esta semana

Ryanair cancela 600 voos esta semana
Tamanho do texto Aa Aa

As greves dos assistentes de bordo da Raynair em Portugal, Espanha e Bélgica - previstas para 25 e 26 de julho - obrigaram a companhia a cancelar 600 voos. Mais de 50 mil passageiros serão afetados.

É mais uma etapa do braço-de-ferro entre os funcionários e a direção da companhia aérea irlandesa de voos de baixo custo. Em causa estão aumentos de salários e o respeito pela legislação laboral dos diversos países.

A Raynair alega que são "greves desnecessárias" e avisa que, a manter-se os calendário das greves dos pilotos no próximo inverno, haverá inúmeras reduções de voos e possivelmente perda de postos de trabalho.

A companhia mostra-se disposta a enfrentar os protestos e a não ceder às reivindicações que "ponham em risco o modelo de negócio da empresa", baseado nos preços baixos e eficácia alta.

O conselheiro delegado da Ryanair, Michael O'Leary, afirmou que espera mais greves em julho e agosto, o que "poderá afetar a confiança dos clientes e as reservas de bilhetes por antecipação em diversos países".

As declarações foram feitas durante a apresentação dos resultados da companhia no primeiro semestre do ano. Segundo os números divulgados, os lucros da Ryanair até ao dia 30 de junho foram de 319 milhões de euros, cerca de 20% abaixo dos valores registados no mesmo período do ano passado.