Última hora

Última hora

Executados no Japão seis elementos da seita "Verdade Suprema"

Em leitura:

Executados no Japão seis elementos da seita "Verdade Suprema"

Executados no Japão seis elementos da seita "Verdade Suprema"
Tamanho do texto Aa Aa

A ministra japonesa da Justiça anunciou a execução, nesta quinta-feira, dos restantes seis elementos de um grupo pertencente à seita japonesa precursora de um culto apocalíptico "Verdade Suprema" (Aum Shinrikyo).

Durante uma conferência de imprensa Yoko Kamikawa manifestou solidariedade com as vítimas: "O medo, a dor e tristeza infligidos sobre as vítimas destes crimes, sobre as famílias e sobre todos os que sobreviveram aos ataques mas tiveram de viver com limitações desafiam a imaginação."

O líder do grupo, Shoko Ashara, já tinha sido enforcado no início deste mês juntamente com outros seis elementos depois da condenação à pena capital.

Foi ele o responsável pelo planeamento do ataque de 1995 no metro de Tóquio com recurso a gás sarin que matou 13 pessoas e fez quase seis mil feridos.

A seita, que cometeu vários crimes na década de 90, pretendia derrubar o Governo recorrendo a armas químicas e biológicas.