Última hora

Última hora

Talento de Bilodid e Takato domina abertura do Grande Prémio de Zagreb

Em leitura:

Talento de Bilodid e Takato domina abertura do Grande Prémio de Zagreb

Talento de Bilodid e Takato domina abertura do Grande Prémio de Zagreb
Tamanho do texto Aa Aa

A Arena de Zagreb, na Croácia, acolheu esta sexta-feira o primeiro dia de prova do Grande Prémio de Judo de Zagreb, no qual o homem do dia foi o judoca japonês Naohisa Takato.

Na final da categoria -60 quilos, contra Adonis Diaz, dos Estados Unidos da América, o campeão do Mundo conseguiu vencer de forma espetacular por ippon e levou assim para casa a medalha de ouro.

Um triunfo alcançado em apenas 57 segundos perante o surpreendente finalista norte-americano e um ensaio perfeito de Naohisa Takato na preparação da defesa do seu título mundial dentro de dois meses, em Baku (Azerbaijão).

“Sou o campeão do mundo e tenho muito orgulho de usar o escudo vermelho nas costas, mas também tenho a meta de me tornar campeão olímpico e ter o escudo de ouro, pelo que vou lutar para conseguir esse título também”, afirmou.

O destaque do dia entre as mulheres foi para Daria Bilodid, a promessa ucraniana de 17 anos que já derrotou algumas das melhores judocas do mundo para conquistar a sua quinta medalha de ouro no circuito mundial em apenas nove meses.

Entre as suas vítimas contaram-se Distria Krasniqi, do Kosovo, Otgontsetseg Galbadrakh, do Cazaquistão (medalha de bronze no último Mundial), a japonesa Funa Tonaki (campeã do Mundo) e, na final desta sexta-feira, a russa Irina Dolgova.

Um percurso brilhante desta ainda adolescente, mas que assumiu as dificuldades para atingir o topo na capital croata.

“Tive um dos mais duros conjuntos de adversárias em apenas um dia. Primeiro, Krasniqi, Galbadrakh, novamente, Tonaki e Dolgova – muitas opositoras e foi mesmo bastante difícil, mas estou feliz por ter estado hoje em boa forma. É claro que quero ser campeã mundial este ano. No ano passado perdi nessa competição e estou pronta para ir em frente, preparar-me para trabalhar duro e ser campeã do Mundo. Vou dar o meu melhor”, garantiu.

Entre os homens, o ouro da competição em -66 quilos seguiu para Israel, graças a Tal Flicker. O judoca – que arrecadou o bronze no Mundial – deu continuidade à sua boa forma, conquistando o quarto título no circuito mundial de judo. Depois de excelentes combates ao longo das eliminatórias, Tal Flicker impôs-se na final ao veterano Georgii Zantaraia, da Ucrânia, por waza-ari.

Haveria ainda mais medalhas de ouro para o Japão, em -52 quilos, com a campeã mundial Ai Shishime a reforçar as suas perspetivas de defender o título em Baku. Um impressionante uchimata na final confirmou a vitória por waza-ari sobre a francesa Amandine Buchard.

Por fim, o movimento do dia chega da competição de -52 quilos, quando a judoca norte-americana Angelica Delgado enfrentou Betina Temelkova, de Israel, por uma das medalhas de bronze, e assinou um grande contra ataque com um osoto-gaeshi.

Quanto à prestação portuguesa na competição, Telma Monteiro foi eliminada na segunda ronda pela canadiana Jessica Klimkait, por ippon no 'ponto de ouro' decidido à terceira penalização aplicada à judoca lusa, naquele que foi o primeiro combate desde que ganhou o bronze nos Europeus, há três meses.

Já em -48 quilos, Carolina Costa caiu na estreia perante a britânica Kelly Staddon, enquanto Joana Diogo resistiu até ao segundo combate, do qual saiu derrotada pela israelita Shira Rishony. Mariana Esteves, em -52 quilos, foi igualmente afastada ao primeiro duelo, diante da britânica Chelsie Giles.

O Grande Prémio de judo de Zagreb decorre até este domingo, na Croácia.