Última hora

Última hora

Começou a contagem dos votos no Mali

Em leitura:

Começou a contagem dos votos no Mali

Começou a contagem dos votos no Mali
Tamanho do texto Aa Aa

Os malianos continuavam com a contagem dos votos esta segunda-feira, depois de umas presidênciais marcadas pelas tensões com os rebeldes tuaregues e com os jiadistas em parte do território do país africano.

Os cerca de oito milhões de eleitores puderam escolher entre 23 candidatos.

Espera-se que o presidente Ibrahim Bubacar Keita, do partido União para o Mali, seja reconduzido a um segundo mandato sem problemas. O líder da oposição e aquele que deverá ser o segundo candidato mais votado, Soumailia Cisse, da União para a República e Democracia, disse, no entanto, que o presidente Keita tinha a intenção de "roubar" as eleições.

Na região de Kidal, no norte do país, o escrutínio foi suspenso por causa das ações dos jiadistas. Os observadores internacionais dizem que foram disparados plo menos 10 tiros de morteiro.

A missão da União Europeia pediu a Bubacar Keita para anunciar os locais onde o voto seria impossível por causa da instabilidade.

Uma forma de evitar suspeitas de fraude da parte dos outros candidatos

O importante, explicou Cecile Kyenge, líder da missão de observação das eleições da União Europeia, a chefe da delegação europeia, era "assegurar a transparência e a integridade" do processo.

A economia do Mali tem crescido nos últimos anos, mas a gestão da instabilidade interna da parte do Governo preocupa as Nações Unidas.