This content is not available in your region

Comissão Europeia discorda do FMI sobre dívida grega

Access to the comments Comentários
De  Isabel Marques da Silva
Comissão Europeia discorda do FMI sobre dívida grega

A Comissão Europeia não concorda com a posição do Fundo Monetário Internacional (FMI), que pede um maior alívio da dívida da Grécia.

O alívio é suficiente, mas dissemos que voltaremos a rever o caso em 2032

Mina Andreeva Porta-voz da Comissão Europeia

O país deverá terminar o programa de resgate a 20 de agosto e terá de se refinanciar nos mercados.

"A Comissão Europeia, o Mecanismo Europeu de Estabilidade e o Banco Central Europeu fizeram a sua avaliação. Os credores europeus que financiam o programa chegaram à conclusão que o alívio da dívida da Grécia é suficiente. Mas, também, dissemos que voltaremos a rever o caso em 2032", disse Mina Andreeva, porta-voz da Comissão Europeia, quinta-feira, em conferência de imprensa, em Bruxelas.

O FMI considera insuficientes as medidas aprovadas, em junho, pelos 19 Estados-membros com a moeda única .

Os ministros das Finanças alargaram os prazos do pagamento dos juros e dos vencimentos dos créditos concedidos à Grécia.

Para o FMI, essas medidas permitem algum alívio por agora. Mas tem dúvidas que a dívida seja sustentável a longo prazo.

O país começou o programa de resgate em 2010, com vários reforços, e deve quase 100 mil milhões de euros.