Última hora

Última hora

Homem amputado após lambidela de cão

Em leitura:

Homem amputado após lambidela de cão

Homem amputado após lambidela de cão
Tamanho do texto Aa Aa

Greg Manteufel foi amputado dos membros superiores e inferiores devido a uma infecção sanguínea rara, contraída através da lambidela de um cão.

É mais provável que o dono de um animal de estimação morra num acidente de automóvel do que por contrair esta infecção

Silvia Munoz-Price Epidemiologista

O norte-americano de 48 anos, do Wisconsin (EUA), é uma das poucas pessoas a desenvolver a doença por causa da bactéria Capnocytophaga, transmitida pela saliva do animal.

"Ele provavelmente esteve em contacto com oito cães, incluindo o meu. Já perguntei se poderia ser feito um exame ao nosso cão ou se há uma maneira de perceber porque é que causou isto, se esta bactéria é natural em todos os cães e se é algo que não os prejudica", disse Dawn Manteufel, esposa do doente.

A bactéria provocou a descida da pressão sanguínea, diminuindo, drasticamente, a circulação nas extremidades do corpo.

Transmitida por cães e gatos, a bactéria é geralmente inofensiva para os humanos, segundo a epidemiologista Silvia Munoz-Price.

"É mais provável que o dono de um animal de estimação morra num acidente de automóvel do que por contrair este tipo de infecção. Esta infecção é tão rara quanto isso", disse a médica que trata este doente.

Greg Manteufel está a receber fortes antibióticos por via intravenosa para evitar a formação de coágulos, que possam provocar novas lesões, mas é provável que tenha de ser submetido a mais operações.