Última hora

Última hora

Incêndio de Monchique permanece ativo pelo quarto dia seguido

Em leitura:

Incêndio de Monchique permanece ativo pelo quarto dia seguido

Incêndio de Monchique permanece ativo pelo quarto dia seguido
Tamanho do texto Aa Aa

Pelo quarto dia consecutivo, o concelho de Monchique continua a arder e o fogo já ameaçou atingir o centro desta vila algarvia, provocando esta noite 24 feridos.

A Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) revelou que um dos feridos, uma senhora de 72 anos, estava em estado grave e teve de ser transportada de helicóptero para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa. Já arderam também diversas casas e veículos espalhados pela serra, embora ainda não existam dados precisos.

Até às 05:45 o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) tinha registado 64 ocorrências, com 40 pessoas assistidas (12 civis e 28 agentes da proteção civil).

O responsável explicou que, ao início da manhã, o incêndio - que deflagrou ao início da tarde de sexta-feira - progredia em duas frentes: uma em direção a Caldas de Monchique, Podalgais e Vale do Boi e outra a avançar em direção à freguesia de São Marcos da Serra.

As chamas obrigaram a evacuar as localidades de Caldas de Monchique, Rasmalho, Monchicão, Barranco do Banho e Montinho. Foi uma noite de muito trabalho para os mais de 1000 bombeiros envolvidos no combate às chamas, apoiados por 303 veículos e um meio aéreo.

Durante todo o domingo, o governo e a Presidência da República estiveram a acompanhar a situação em Monchique. Marcelo Rebelo de Sousa destacou mesmo a resposta "brutal" das autoridades e o nível de prevenção das populações. A situação está também a ser acompanhada de perto pela Comissão Europeia.

Por outro lado, as autoridades acreditam que a ligeira descida das temperaturas e o aumento da humidade previstos para esta segunda-feira possam ajudar a controlar o incêndio.

Entretanto, o site da Proteção Civil - que atualiza permanentemente os dados de assistência - indicava ao início desta manhã a existência de 45 ocorrências em Portugal, das quais 33 em curso e doze em fase resolução ou conclusão, mobilizando mais de 1500 operacionais.