Última hora

Última hora

Rohani descarta negociações com EUA enquanto forem impostas sanções

Em leitura:

Rohani descarta negociações com EUA enquanto forem impostas sanções

Rohani descarta negociações com EUA enquanto forem impostas sanções
Tamanho do texto Aa Aa

Na contagem decrescente para a reposição de várias sanções económicas contra o Irão, depois de Donald Trump anunciar a saída do acordo sobre o programa nuclear, a guerra verbal subiu de tom.

Numa entrevista à televisão estatal iraniana, o Presidente Hassan Rohani classificou como "contraditória" a postura de Washington e disse que "não se pode negociar ao mesmo tempo que há sanções."

Esta segunda-feira o Presidente dos EUA disse estar "aberto" a alcançar um acordo "mais amplo" com o Irão que não se limite ao nuclear e que englobe "todas as atividades malignas" de Teerão.

"Foi Trump e o governo dele que rejeitaram as negociações e voltaram as costas à diplomacia. O que Trump está a fazer é contra a nação iraniana e os interesses nacionais do Irão. O Irão está preparado para a diplomacia se existir honestidade no processo", sublinhou o chefe de Estado iraniano.

O acordo internacional nuclear foi firmado em 2015 entre o Irão e o grupo 5+1 (EUA, Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha.) Só Washington não continua comprometido com o protocolo.

A União Europeia fez saber que continuará negociar com o Irão, numa reação anúncio de Trump feito hoje.

A ordem executiva assinada esta segunda-feira pelo Presidente dos EUA prevê que as sanções ao Irão sejam respostas esta terça-feira à meia-noite de Washington, 05h00 em Lisboa.