Última hora

Última hora

Boris Johnson pressionado pelos conservadores por causa de declarações sobre a burca

Em leitura:

Boris Johnson pressionado pelos conservadores por causa de declarações sobre a burca

Boris Johnson pressionado pelos conservadores por causa de declarações sobre a burca
Tamanho do texto Aa Aa

Às criticas de Boris Johnson seguem-se as críticas da primeira-ministra britânica. Theresa May disse que o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros deve pedir desculpa pelas declarações em relação às mulheres muçulmanas que usam burca.

"Está claro que a linguagem usada por Boris Johnson para descrever a aparência das pessoas foi ofensiva. Não é o tipo de linguagem que usaria. Penso que a forma como se exprimiu foi errada", sublinhou a líder conservadora e rival política.

Boris Johnson já foi classificado como uma "versão barata de Donald Trump" por causa das declarações que constam de um artigo de opinião divulgado na segunda-feira pelo diário "The Telegraph."

O ex-chefe da diplomacia britânica comentou a entrada em vigor na Dinamarca da proibição do uso do véu islâmico integral. E foi mais longe. Disse que a burca é "estranha" e "ridícula" e comparou as mulheres que a vestem a "caixas de correio" ou "assaltantes de bancos."

O Conselho Muçulmano do Reino Unido (MCB) diz que "ao escolher intencionalmente estas palavras", Johnson "lambe as botas da extrema-direita."

No seio do partido conservador há quem defenda a expulsão de Boris Johnson. Outros acusam-no de tentar seduzir a ala mais à direita da formação para poder vir a disputar a liderança com Theresa May.