This content is not available in your region

Gregos lutam pela exclusividade do nome Macedónia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Gregos lutam pela exclusividade do nome Macedónia

Degenerou em confrontos, a manifestação deste domingo na capital da Grécia, contra o acordo entre Atenas e Skopje sobre a alteração do nome da Antiga República Jugoslava da Macedónia para República da Macedónia do Norte.

Mais de 60 mil gregos protestaram contra o Acordo de Prepes, assinado em junho, que visa o fim do desentendimento que dura há 27 anos, desde que a Macedónia declarou independência da Jugoslávia e manteve o nome que tinha na federação.

Durante a concentração, convocada por grupos nacionalistas e religiosos, vários jovens encapuzados atiraram projéteis contra as autoridades. A polícia de intervenção respondeu com gás lacrimogéneo.

Os manifestantes consideram que a designação "Macedónia" é exclusiva ao património grego e que designa uma província no norte da Grécia, onde terá nascido Alexandre o Grande. Estão contra o acordo apresentado este sábado, pelo primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, no Parlamento.

"Temos direito a um referendo pelo nome do nosso país vizinho, em contraste com o que o primeiro-ministro diz", conta uma grega.

Outra afirma que "foi derramado sangue pela Macedónia. Nós, como macedónios, não concedemos sequer uma letra deste nome sagrado"

"Milhares de gregos, vindos de todo o país, reuniram-se em frente ao Parlamento grego em Atenas. Eles exigem um referendo sobre o Acordo de Prepes . Eles dizem que vão lutar até o fim", relata o repórter da euronews Ioannis Karagiorgas.