This content is not available in your region

Theresa May procura apoios para "plano B" do Brexit

Access to the comments Comentários
De  Luis Guita
Theresa May procura apoios para "plano B" do Brexit

A primeira-ministra britânica, Theresa May, continuou, domingo, os contactos com os ministros tendo em vista a apresentação do "plano B" do Brexit. Uma tentativa de reunir apoios que permitam ter a aprovação a 29 de janeiro.

A chefe do Governo apresenta, segunda-feira, na Câmara dos Comuns, as medidas alternativas após o acordo negociado com a União Europeia (UE) ter sido rejeitado pelos deputados numa votação realizada na última terça-feira.

A crise do Brexit aprofundou-se com a polarização da Câmara dos Comuns, onde May não tem maioria e precisa do apoio dos dez deputados do Partido Democrático Unionista (DUP) da Irlanda do Norte para aprovar as leis.

Na rua, a divisão é notória:

"Pessoalmente, eu quero permanecer na União Europeia. A minha preocupação é a saída e o seu impacto económico," afirma um popular.

"Temos de fazer o que votámos, estar fora e depois planear. Isto está a afetar os negócios de todos, os meios de subsistência de todos. Temos de fazer o que já foi escolhido," considera uma senhora.

"Acho que foram os políticos que provocaram a confusão. A maioria dos políticos naquele prédio quer permanecer. Estão a fazer tudo o que podem para fazer com que isso aconteça," considera um homem.

Downing Street considera que é "vital" que a Câmara dos Comuns cumpra o resultado do referendo de 2016, no qual os britânicos votaram a favor de deixar a União Europeia (UE).