This content is not available in your region

Prisão perpétua para autor do atentado ao Museu Judaico

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Prisão perpétua para autor do atentado ao Museu Judaico
Direitos de autor  REUTERS/Yves Capelle   -  

O jihadista francês Mehdi Nemmouche foi condenado a prisão perpétua pelo atentado ao Museu Judaico de Bruxelas, no dia 24 de maio de 2014, que matou quatro pessoas.

A sentença foi proferida pelo presidente do tribunal da capital da Bélgica que condenou, também, a 15 anos de prisão Nacer Bendrer, considerado culpado por fornecer as armas a Nemmouche.

A acusação defendeu que este assassinato antissemita foi o primeiro ataque ocorrido na Europa por um combatente do grupo Estado Islâmico retornado da Síria.

Os advogados de defesa alegaram a inocência de Mehdi Nemmouche e defenderam que o ataque teria sido uma "execução" de agentes da Mossad (serviços secretos israelitas) por agentes libaneses ou iranianos.