This content is not available in your region

"O governo de Maduro mata os presos políticos"

Access to the comments Comentários
De  Euronews
"O governo de Maduro mata os presos políticos"

O filho, que carrega o mesmo nome, ficou para trás a liderar a oposição na Venezuela. Exilado em Espanha desde 2015, Leopoldo López Gil relembra o seguinte: "O presidente Guaidó e a Assembleia Nacional decretaram a amnistia de todos os presos políticos e militares encarcerados por motivos políticos".

Ou seja, o seu filho não nunca poderia assim violar o regime de prisão domiciliária, acusação feita recentemente. Também ele, Leopoldo pai, passou à política, integrando agora as listas do Partido Popular espanhol nas eleições europeias.

Leopoldo López Gil com Pablo Casado

"O comandante das Forças Armadas é o senhor Juan Guaidó. Ou seja, ele não está a apelar a uma revolta, ele está a defender a nossa Constituição e a nossa pátria", afirma.

O homem que já dirigiu um dos jornais mais lidos na Venezuela, o El Nacional, não hesita em caraterizar o regime de Maduro. "O governo tirânico de Nicolás Maduro tem sido repetidamente um governo repressivo que não respeita as leis, nem os direitos humanos. É sabido que matam presos políticos. Não é só tortura, são homicídios", salienta.

Para já, resta acompanhar à distância o que vai acontecer ao filho Leopoldo.