This content is not available in your region

Síria envia exército para apoiar rebeldes curdos

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Síria envia exército para apoiar rebeldes curdos

Os Estados Unidos estão a retirar da Síria todas as tropas de apoio às forças curdas. A parceria militar, que já vinha da administração Obama, para travar a proliferação do Daesh, conhece desta forma o fim.

Saem os Estados Unidos, entra a Turquia. De acordo com Ancara, que nos últimos dias intensificou os ataques no norte do país, as tropas turcas assumiram o controlo da primeira cidade síria, este sábado.

A retirada do apoio dos Estados Unidos, garantem os rebeldes curdos, deixa uma porta aberta para a fuga de membros do autoproclamado Estado Islâmico. 

Bashar Al-Assad já enviou tropas para se juntarem aos combatentes, mas apesar dos esforços do presidente sírio, estima-se que cerca de oito centenas de militantes do Daesh tenham já conseguido fugir da prisão.

Ao exército de Damasco juntam-se os apelos do Irão. O presidente iraniano, Hassan Rouhani, afirmou esperar que "no interesse da região, o governo turco tenha a sabedoria de parar com o que está a fazer, esperamos ver o fim desta ofensiva turca".

A ofensiva turca fez já algumas dezenas de mortos e está a obrigar ao deslocamento de dezenas de milhares de pessoas para fugir ao conflito. De acordo com as organizações humanitárias no terreno, estão criadas as condições para uma crise humanitária região.