This content is not available in your region

"1917" recebe sete estatuetas nos BAFTA

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa
"1917" recebe sete estatuetas nos BAFTA
Direitos de autor  Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved   -   Joel C Ryan

"1917" foi o grande vencedor da septuagésima terceira edição dos prémios da Academia Britânica de Cinema. A película arrebatou sete estatuetas, incluindo melhor filme e melhor cinematografia, e consagrou Sam Mendes como o melhor realizador no Royal Albert Hall, em Londres.

O filme já tinha ganho os prémios de melhor filme e melhor realizador nos Globos de Ouro e será seguramente uma película a acompanhar com atenção nos Óscares.

Outra película que promete dar que falar nos Óscares é "Parasita", filme sul-coreano considerado e melhor filme estrangeiro e o melhor guião original.

Joaquin Phoenix recebeu o galardão para o melhor ator pela sua prestação em "Joker", na hora do discurso sublinhou os desafios que enfrenta a sociedade atual:

"Temos pela frente a difícil tarefa de perceber verdadeiramente o racismo sistémico. Penso que são as pessoas que criaram, perpetuaram e beneficiaram de um sistema de opressão que têm a obrigação de o desmantelar, ou seja, somos nós."

Nomeado já por duas vezes para o Óscar de melhor ator principal, Joaquin Phoenix espera que à terceira surja finalmente o seu joker. O galardão para a melhor atriz foi arrebatado por Renée Zellweger, que em 2004 tinha ganho o prémio para a melhor atriz secundária e levou agora para casa a estatueta mais cobiçada.

O grande derrotado foi The Irishman, de Martin Scorsese, nomeado em dez categorias mas que regressou a casa de mãos a abanar.