This content is not available in your region

30 mil pessoas assistiram ao "Voo do Anjo" em Veneza

Access to the comments Comentários
De  Euronews
30 mil pessoas assistiram ao "Voo do Anjo" em Veneza
Direitos de autor  AP

Cerca de 30 mil pessoas testemunharam, este domingo, o Voo do Anjo a partir da torre sineira de São Marcos, que tradicionalmente marca o início das festividades do Carnaval de Veneza.

Presa pelos arneses, de lá bem do alto, desceu a jovem Linda Pani, veneziana, de 20 anos, nomeada Anjo do Carnaval 2020 depois de ter vencido o concurso das Marias, em 2019.

A tradição das "Marias" remonta ao período medieval, quando 12 garotas pobres e belas de Veneza ganhavam vestidos, joias e um dote para se casarem com jovens ricos. As 12 concorrentes deste ano desfilaram no sábado e uma delas será eleita para fazer o "Voo do Anjo" em 2021.

Tal como no ano passado, por razões de segurança, o perímetro da Praça de S. Marcos foi limitado a 25 mil pessoas. A segurança na cidade foi fortemente reforçada.

Um carnaval com dez séculos de História

O Carnaval começou em Veneza no século XI e os venezianos estenderam o período para cerca de dois meses de festividades.

Ao longo dos séculos o carnaval veneziano atraiu a nobreza de toda a Europa, permitindo-lhe participar em todo o tipo de diversões - tanto lícitas como ilícitas. Príncipes e princesas, duques e duquesas podiam ir a bailes luxuosos mascarados, banquetes extravagantes e os bordéis e antros de jogo da cidade permitiam algum entretenimento extra.

A chave para o Carnaval de Veneza sempre foi a rua, onde as divisões sociais foram apagadas. Jovens e velhos, ricos e pobres sempre desfilaram pelas ruas vestidos com trajes de fantasia para se divertirem.