This content is not available in your region

Noite de tensão em Tiblíssi

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira  com AP
Noite de tensão em Tiblíssi
Direitos de autor  AP Photo/Zurab Tsertsvadze   -  

Canhões de água e gás lacrimogéneo. A polícia da Geórgia tentou travar os manifestantes, apoiantes da oposição, que protestaram no domingo, em Tiblíssi, a capital do país, exigindo a repetição das eleições Legislativas de 31 de outubro. 

O escrutínio é contestado pelos opositores do regime que acusam o partido no poder de ter comprado votos e de fazer ameaças contra eleitores.

O protesto começou de dia com milhares de pessoas a juntarem-se na sede da Comissão Eleitoral Central. 

A intervenção da polícia, que tinha já preparados os canhões de água, aconteceu quando manifestantes, que prometem continuar as manifestações até a sua exigência ser ouvida, ameaçaram bloquear o edifício.

A Comissão Eleitoral Central deu a vitória ao partido atualmente no governo, Sonho da Geórgia, com 48,23% dos votos. 

Ao maior partido da oposição, o Movimento Nacional Unido (UNM), atribuiu 27,18%.