This content is not available in your region

Comissão Europeia acusa Amazon de abuso de posição dominante

Access to the comments Comentários
De  euronews
Comissão Europeia acusa Amazon de abuso de posição dominante
Direitos de autor  Steven Senne/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved   -  

A Comissão Europeia acusou a Amazon de abuso de posição dominante na Alemanha e em França, por alegadamente ter prejudicado a concorrência dos mercados retalhistas online. A gigante tecnológica norte-americana é acusada de ter usado em seu benefício dados privados dos vendedores independentes que usam a plataforma, distorcendo a concorrência no mercado do comércio eletrónico.

Cabe agora à Amazon responder às acusações da Comissão Europeia, que se forem confirmadas podem valer-lhe uma multa de 28 mil milhões de dólares (23,6 mil milhões de euros).

"A Amazon distorceu ilegalmente a concorrência nos mercados retalhistas online. A Comissão também decidiu abrir uma segunda investigação sobre as práticas de comércio eletrónico da Amazon... Agora chegamos a esta conclusão preliminar de que a Amazon abusou ilegalmente da sua posição dominante como marketplace na Alemanha e em França - os maiores marketplaces para a Amazon na União Europeia", afirmou a vice-presidente executiva da Comissão Europeia, Margrethe Vestager.

A Euronews contactou um representante da Amazon, que não quis comentar a acusação.

"Saudamos esta acusação. Está na hora de eles realmente fazerem isso. Quando olhamos para algumas das provas claras que já temos sobre o comportamento monopolista da Amazon, precisamos realmente da intervenção da Comissão", afirmou o secretário-geral da UNI Europa, Oliver Roethig.

Este sindicato já tinha enviado uma carta à Comissão Europeia a pedir que a Amazon fosse investigada, por alegadamente pretender espiar os trabalhadores, mas também líderes políticos e terroristas. As dúvidas surgiram com dois anúncios de emprego para recrutar investigadores, entretanto eliminados, que sugeriam que os profissionais teriam como funções vigiar os trabalhadores europeus e acompanhar riscos como iniciativas políticas, terrorismo e atividades sindicais.

Nos Estados Unidos, os ventos também não são favoráveis à empresa. O Congresso está a investigar como empresas como a Amazon, a Apple e Google, operam na economia digital mundial.