This content is not available in your region

Volta ao mundo aos 80 anos

Access to the comments Comentários
De  Teresa Bizarro
Volta ao mundo aos 80 anos
Direitos de autor  AFP   -  

Jimmy Cornell é um veterano dos desportos náuticos. Organizou várias provas marítimas internacionais e é autor de um dos atlas mais vendidos sobre rotas marítimas. Agora, aos 80 anos, este experimentado marinheiro veste a pele de comandante de águas profundas e segue os passos de Magalhães, mas cinco séculos depois, a volta ao mundo é ecológica.

O barco está equipado para aproveitar os recusos naturais para produzir energia. "Este aspecto elétrico, totalmente puro, porque não temos emissões, também nos dá a possibilidade de viajar e produzir eletricidade para tudo: aquecer água, fazer pão, cozinhar. Tudo é gerado assim para um futuro neutro e sem emissões," disse Cornell na conferência de imprensa em Sevilha, Espanha, antes da partida.

Euronews
Rota do catamarã "Aventura Zero"Euronews

O navegador romeno viaja com uma pequena tripulação e tem intenção de espallhar pelo caminho boias oceanográficas para recolher informação sobre as alterações climáticas. Depois de Sevilha, o catamarã ruma às Canárias. Daí segue diretamente para o estreito de Magalhães. Estavam previstas paragens no Brasil e na Argentina, mas as restrições impostas pela Covid-19 alteraram os planos.

501 anos depois de Fernão Magalhães, Jimmy Cornell dobra o sul do continente americano e antes de voltar ao Guadalquivir, ainda há-de passar pelas Filipinas, onde o navegador português foi morto, mas também por Timor, África do Sul ou Cabo Verde.