This content is not available in your region

Maduro reclama "grande vitória"

Access to the comments Comentários
De  Teresa Bizarro  com EFE, Lusa
Maduro reclama "grande vitória"
Direitos de autor  Ariana Cubillos/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved   -  

Nicolás Maduro reclama ter recuperado o controlo da Assembleia Nacional da Venezuela. Numas eleições boicotadas pela oposição, a aliança do Grande Pólo Patriótico lidera a contagem. 80 por cento dos votos escrutinados, mais de dois terços são para o partido de Maduro.

A reação do Palácio de Miraflores não se fez esperar. Nicólas Maduro reclamou uma "grande vitória popular" primeiro nas redes sociais e depois através da televisão. "Temos uma nova Assembleia Nacional, Produto do voto popular. O povo elegeu os seus novos deputados e deputadas. Tivemos uma tramenda e gigantesca vitória eleitoral," declarou.

Juan Guaidó, o líder da oposição e Presidente da Assembleia Nacional, não reconhe estas eleições. Desde há dois anos auto-proclamado presidente venezuelano, Guaidó diz que o resultado é "uma fraude" e "evidencia a ditadura".

A lei venezuelana não estabelece um mínimo de participação, pelo que a elevada abstenção, a que a oposição, liderada por Juan Guaidó, tinha apelado, não põe em causa a legalidade das eleições. Isto apesar do ato eleitoral não ser reconhecido pela União Europeia ou pela Organização dos Estados Americanos.